search Created with Sketch.

Redes sociais: como monitorar a reputação da sua marca nesse meio?

Redes sociais: como monitorar a reputação da sua maeca nesse meio

A pandemia do novo coronavírus acelerou um processo que já estava em marcha: a transformação do mundo por meio da revolução digital.

Se antes de 2020 já tínhamos uma consolidação do mercado digital e uma financeirização das redes sociais, durante e, sem sombras de dúvidas, após essa crise sanitária a era digital vai se instaurar de vez.

Desse modo, é imprescindível que toda empresa que visa a competitividade esteja atenta não só a presença que deve exercer nas redes sociais, bem como o modo como essa presença se realiza e quais os seus efetivos resultados.

Nesse sentido, podemos dizer que o monitoramento de redes é a peça fundamental para realizar essa avaliação e apontar os eventuais erros e acertos na presença online da sua marca.

Para saber mais sobre o que é o monitoramento das redes e como monitorar a reputação da sua marca, acompanhe o artigo a seguir com essas e outra dúvidas esclarecidas. Confira!

O que é o monitoramento das redes?

O monitoramento das redes pode ser descrito simplesmente como o acompanhamento do que se fala sobre a sua marca e a sua empresa. Essa análise pode gerar informações essenciais para o estabelecimento de metas e até mesmo para o incremento de melhorias ou adaptações de produtos e serviços.

Além disso, é possível encontrar novos caminhos na própria maneira de atuar nas mídias digitais. O monitoramento das redes pode proporcionar a empresa em questão uma melhor atuação e interação com o público das redes, o que inevitavelmente leva a uma divulgação orgânica do seu negócio, a forma mais eficaz de gerar engajamento, o famoso “boca a boca”.

Qual a importância do monitoramento das redes?

Uma pesquisa publicada pelo Global Digital Overview 2020 revelou dados de valores inestimáveis para o mercado brasileiro: ao menos 66% dos brasileiros, mais de 100 milhões, estão de alguma forma presente em pelo menos uma rede social.

Além disso, o país ficou na terceira posição no pódio dos que mais gastam tempo na internet, com cerca de 3 horas e meia despendidas nas redes sociais. Não é de se espantar em um país onde há o dobro de smartphones para cada habitante: 440 milhões de aparelhos, o que dá 2,1 dispositivos digitais por habitante, segundo estudo da FGV.

Por conta disso, é preciso olhar para as redes sociais como um espaço de negócios, um espaço onde há muita gente querendo comprar todos os tipos de produtos e serviços, se baseando quase que exclusivamente nas opiniões deixadas em alguma caixa de comentários.

Assim, não basta apenas abrir uma página no Facebook ou no Instagram, é preciso criar conteúdo, publicar, interagir, enfim, fazer notar-se.

Além disso, nos dias de hoje é por meio das páginas oficias das empresas que o cliente se sente mais confortável para interagir com a empresa, seja para agradecer e elogiar, seja para reivindicar alguma demanda, seja para criticar e sugerir melhorias.

Qualquer interação em que o cliente se sinta desprezado pode gerar uma insatisfação e um engajamento negativo da sua imagem por meio de uma postagem de reclamação.

Quais são os objetivos ao se realizar o monitoramento das redes sociais?

É possível encontrar diversas razões para lançar mão do monitoramento das redes sociais, no entanto, os principais objetivos desse recurso são:

  1. Identificar qual o melhor momento para fazer uma publicação nas redes;
  2. Identificar o comportamento dos seus clientes e suas tendências;
  3. Monitorar os concorrentes;
  4. Estimular influenciadores a defenderem a sua marca em seus perfis;
  5. Orientar e sugerir pautas que estejam e acordo com o público alvo da empresa.

Como monitorar a sua marca nas redes sociais?

A melhor maneira de monitorar a sua marca nas redes sociais é por meio de uma estratégia eficaz e inteligente, que também seja ágil e apta a se adaptar a novas situações. Como a função dessa ferramenta é fornecer informações para o seu melhor desempenho nas redes, é necessário que as perguntas certas sejam feitas, de modo a construir o monitoramento ideal para a sua marca.

Como cada empresa tem suas particularidades, o monitoramento também pode ter suas particularidades a depender da empresa em questão. No entanto, há objetivos estratégicos que acabam sendo comum a todos os monitoramentos, tais como:

1. Definição de metas

É sempre preciso ter um ponto de partida, mas também é mais que necessário que se saiba aonde se quer chegar. É só a partir desse objetivo que se pode traçar todo um plano e toda a estratégia de monitoramento da sua marca.

2. Escolha das redes sociais

Redes sociais: como monitorar a reputação da sua maeca nesse meio - Redes sociais

Geralmente uma empresa tem mais de um perfil espalhado por diversas redes. Um dos passos primordiais é mapear quais são essas redes que receberão o monitoramento. Tendo em vista que cada plataforma tem sua dinâmica, existem formas particulares para cada rede social, portanto, conhecer qual rede social será utilizada é de extrema importância.

3. Uso de palavras chaves

É preciso estabelecer quais são as palavras que interessam a sua marca, a fim de que se obtenha o objeto de análise do meio digital.

4. Planos de contingência

Após um diagnóstico detalhado, é preciso criar um plano de contingência para situações críticas, a fim de que se possa gerir uma crise com a maior segurança e eficácia, evitando que sua marca passe por desgastes mais intensos.

5. Categorização dos dados

Ao terminar um monitoramento é preciso categorizar e esquematizar o conteúdo por meio da análise dos sentimentos, sejam eles negativos ou positivos. A organização é fundamental para a análise e compreensão dos dados.

6. Construção de um relatório

Por fim, o resultado final e mais esperado de todo o monitoramento é o relatório final, documento que apresentará os pormenores da situação da sua marca entre o seu público digital.

A partir dele que será possível decidir qual caminho seguir: continuar na mesma estratégia, adaptar novos conceitos, ou até mesmo inverter o curso da gestão de marketing presente nas suas mídias digitais.

Foto: Reprodução/Unsplash